Acompanhe nas redes sociais

blog

03

| setembro

2021

DIGA NÃO À VIOLÊNCIA CONTRA AS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

Notícia divulgada nos principais veículos de comunicação do País aponta que a cada hora, um caso de violência contra pessoa com deficiência é registrado no Brasil.

Essa é uma situação muito grave e precisamos enfrentar, já que esse público tem mais dificuldade em acessar serviços e obter a intervenção da polícia, proteção jurídica ou cuidados preventivos, seja por problemas de locomoção ou de comunicação.

Por isso, denúncias de tais situações podem servir como um instrumento capaz de interromper a violência, negligência ou mesmo prevenir que ela se perpetue.

Para denunciar violações de direitos ou casos de violência contra pessoas com deficiência basta discar 100, e por meio desse serviço, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos recebe, analisa e encaminha aos órgãos de proteção e responsabilização as denúncias.

Em São Paulo, temos o Programa Estadual de Prevenção e Combate à Violência contra Pessoas com Deficiência e a Delegacia de Polícia da Pessoa com Deficiência. As pessoas podem denunciar no 181 e para dúvidas e informações ligar (011) 3311-3380/3383 ou enviar um e-mail para violenciaedeficiencia@sedpcd@sp.gov.br.

Como deputado federal e presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa das Apaes, das Pestalozzis e de Entidades Coirmãs na Câmara dos Deputados e junto com a Dra. Cristiany Castro, diretora social da Feapaes-SP e secretária executiva da Frente, luto por políticas públicas para o combate à violência contra pessoas com deficiência e também na conquista de recursos para as entidades que atendem esse público, principalmente as Apaes, visando articular ações de defesa de direitos e prevenção, orientações, prestações de serviços, apoio à família, e à construção de uma sociedade justa e solidária.